Old Age
As trevas caiu em nosso mundo e sua missão é libertar-nos do poder do mal controlando nossas tropas para uma batalha final.


Entre em um mundo onde o limite é a sua imaginação!
 
InícioPortalCalendárioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Arcanos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
::::Admin.Tenshi::::
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 162
Pedras da alma : 21851
Reputação Mundial : 0
Data de inscrição : 23/02/2012
Idade : 24
Localização : No PC

Ficha de Guerreiro
Hp:
100/1000  (100/1000)
Mp:
100/1000  (100/1000)
Stamina:
100/1000  (100/1000)

MensagemAssunto: Arcanos    Ter Maio 01, 2012 1:25 am


Os Arcanos são humanos que despertaram suas mentes, corpos e almas para a verdade por trás da mordaça de mentira mundana e o seu lugar nela. Através do desenvolvimento de seus dons latentes, ou de conhecimentos duramente conquistados através de muito estudo e pesquisas, o Arcano aprende a controlar a energia do Prâna e a transformá-la numa força ativa para a distorção da realidade a sua volta.

Praticantes da Magia, os Arcanos são os Transfiguradores mais comuns entre os Supremus, não que a sua arte seja simples, pois a prática da Magia requer o aprendizado (tanto pelo mago, como pelo iniciado, pelo xamã, pelo bruxo, pelo wicca, etc.) de muitas matérias, vários conceitos e diversas técnicas de autocontrole mental, como a meditação e a visualização. A Magia tem características ritualísticas e cerimoniais que visam entrar em contato com os aspectos ocultos do Universo, integrando corpo e alma num só no Prâna. A etimologia da palavra Magia, provém da Língua Persa, magus ou magi, significando tanto imagem quanto um homem sábio.

A Magia é uma ciência oculta que estuda os segredos da natureza e a sua relação com o homem, criando assim um conjunto de teorias e práticas que visam ao desenvolvimento integral das faculdades internas espirituais e ocultas do homem, até que este tenha o domínio total sobre si mesmo e sobre a natureza.

Franz Bardon, proeminente arcano do séc. XX, afirmava que tais práticas têm como objetivo equilibrar os elementos presentes na psique do arcano, condição indispensável para que o praticante pudesse se envolver com energias mais sutis, como a evocação e a invocação de Manifestações Prânicas, dentro de seu círculo mágico de proteção. Outras práticas místicas incluem rituais como o de iniciação, a consagração das armas místicas, a projeção astral, rituais festivos pagãos de celebração, manipulação de símbolos e outros com objetivos particulares.

Os Arcanos sempre estiveram entre os Mundanos, entretanto, o tempo e a sua ganância pelo poder mundano acabaram por enfraquecer sua influência e seus poderes ou os direcionaram para formas menos óbvias de Poder. Esses Supremus são dissonantes da sociedade por natureza, pois com seu Poder e sabedoria, eles não podem deixar de distorcer o mundo ao seu redor e, para fazê-lo, entretanto, eles precisam ultrapassar de forma constante seus próprios limites e os do mundo estabelecido, sendo considerados sempre como pessoas alienadas aos olhos Mundanos.

Os Arcanos vêm de todas as nações, culturas, orientações e faixas etárias. Muitos se desenvolvem já na adolescência enquanto que outros encontram o desenvolvimento somente na velhice. Apesar de sua visão incorporar a realidade como um todo, os Arcanos tendem a ser produtos de seus próprios ambientes e criações. Alguns são equilibrados e contemplativos; outros são duros ou cruéis.

Há registros de práticas místicas em diversas épocas e civilizações. Supõe-se que o caçador primitivo, entre outras motivações, desenhava a presa na parede da caverna antevendo o sucesso da caça. Adquiriu o ritual de enterrar os mortos. Nomeou as forças da natureza que (provisoriamente) desconhecia, dando origem à primeira tentativa de compreensão da realidade, o que chamamos de mito.

Segundo o Novo Testamento bíblico, por exemplo, são três Arcanos os primeiros a dar as boas vindas ao Messias recém-nascido (Observação.: a Bíblia nunca disse eram reis Magos, somente diz que eram astrólogos que vinham do oriente, a tradição da igreja é que diz que eram reis Magos, mas sem o apoio bíblico, que é a maior autoridade neste respeito). No Velho Testamento, há a disputa mística entre Moisés e os Arcanos Egípcios. Nos Vedas, no Bhagavad Gita, no Alcorão, nos diversos textos sagrados existem relatos similares.

Praticamente todas as religiões preservaram suas atividades místicas ritualísticas, que se confundem com a própria prática religiosa - a celebração da Comunhão pelos católicos, a incorporação de entidades pelos médiuns espíritas, a prece diária do muçulmano voltado para Meca ou ainda o sigilo (símbolo) do caboclo riscado no chão pelo umbandista.

Os antigos acreditavam no poder dos homens e que através de magia eles poderiam comandar os deuses. Assim, os deuses são, na verdade, os poderes ocultos e latentes na natureza.

Durante o período da Inquisição, os Arcanos foram perseguidos, julgados e queimados vivos pela Igreja Católica, pois esta acreditava e fazia acreditar que a magia estava relacionada com o mal e suas manifestações.

A magia, segundo seus adeptos, é muitas vezes descrita como uma ciência que estuda todos os aspectos latentes do ser humano e das manifestações da natureza. Trata-se assim de uma forma de encarar a vida sob um aspecto mais elevado e espiritual. Os Arcanos, utilizando-se de atividades místicas e de autoconhecimento, buscam a sabedoria sagrada e a elevação de potencialidades do ser humano.

A magia também é a ciência da simpatia e da similaridade mútua, como a ciência da comunicação direta com as potências sobrenaturais, um conhecimento prático dos mistérios ocultos na natureza, intimamente relacionada às disciplinas ditas ocultas, como o hermetismo do antigo Egito, como a Alquimia, a Gnose, a Astrologia, etc. Para Aleister Crowley "a arte de provocar mudanças a partir da vontade". No final do século XIX a Magia ressurgiu, principalmente após a publicação do livro “A Doutrina Secreta”, de Helena Petrovna Blavatsky e pela atuação da Ordem Hermética do Amanhecer Dourado (Hermetic Order of the Golden Dawn), na Inglaterra, que reviveu a magia ritualística e cerimonial.

Características

Poder: Magia;

Catalisador: Corpo - os Arcanos fazem uso do Catalisador Corpo para alterar a realidade. Eles o fazem através de movimentos ritualísticos (danças), símbolos (pentagramas), cânticos (músicas ritualísticas), instrumentos ritualísticos (cajados);

Derrocada: sofre normalmente os efeitos da Derrocada;

Habilidades de Casta: No 1º, 2º e a cada nível par subseqüente, o personagem recebe as Habilidades de Casta conforme descrito a seguir:

1º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

2º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

4º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

6º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

8º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

10º Nível – Aprimoramento Bônus

O Arcano recebe um Aprimoramento bônus de 1º nível que pode ser escolhidos entre os Aprimoramentos da lista de Místicos e de Poder;

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Arcanos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Arcanos: A lenda - Recrutando - MMO - Breeze

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Old Age :: Menu principal :: Clã-
Ir para: